sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Agradecimento da Mamis a todos!!


Primeiramente gostaria de me apresentar, sou a mãe da Nanda, para aqueles que acompanham seu blog deve ter percebido q eu nunca postei mensagem porque não sei muito lidar com blogs, mas hoje fiz questão de poder enviar esta mensagem .
Chega o final do ano e nós sempre fazemos uma retrospectiva do ano que está acabando, eu gostaria muito de poder presentear a muitas pessoas que sou profundamente grata, que cruzaram nosso caminho desde o dia que a Nanda descobriu o câncer de mama. Comecei a fazer uma lista de presentes, e sinceramente percebi que havia nesta lista tantas, mas tantas pessoas que eu não teria condições materiais de ofertar algum presente por mais simples que fosse, também fiquei pensando que muito provavelmente me esqueceria injustamente de alguém.
Então pensei que havia uma maneira de me fazer presente, colocar através do blog da Nanda uma postagem minha.
Quero que todos saibam da minha gratidão com todos vcs que de alguma maneira compartilharam conosco este ano. O tratamento dela foi feito integralmente pelo SUS, e muitos podem pensar que é direito de todo cidadão deste país o atendimento gratuito de saúde, entretanto, as pessoas que trabalham nestes órgãos podem ou não ter dedicação pelo que executam. É de coração que agradeço a vocês todos: inicialmente aos funcionários do Pró Mulher que foi onde deu início a todo tratamento, o amparo que tivemos quando ainda chocadas com o resultado do câncer tivemos palavras de otimismo em relação à doença, funcionárias intercederam para nos auxiliar com os tramites de carteirinha do SUS e agendamento com o Centro Oncológico, nos orientaram como devíamos proceder para agilizar o início do tratamento, recebemos tanto carinho como se tivessem acalentando um ente querido. O pessoal de atendimento no balcão do SUS, do pessoal na ala de cirurgia, às enfermeiras que nos atendiam de imediato, sempre com muita generosidade, a equipe do Centro de Oncologia :a secretária, as atendentes de balcão, o pessoal que coleta material para exames laboratoriais, na sala de quimioterapia, da radioterapia, psicólogos, nutricionistas, as fisioterapeutas,  a enfermagem do centro, as voluntárias (que estão trabalhando para amenizar o tratamento dos pacientes oferecendo sempre um suco, bolo, lanchinho etc), agradeço também a pessoas que cruzaram nosso caminho para nos auxiliar em procedimentos que tínhamos alguma dificuldade, como por exemplo de um motorista de ambulância que encaminhou uma documentação da Nanda à São Paulo para continuidade do tratamento adjuvante de quimioterapia, e que seria complicado para nós porque a Nanda estava fazendo a radioterapia. Aos médicos: Dr. Flávio, Dr. Baeta, Dra Débora, Dr. Daniel, Dra Fátima e outros médicos que porventura tenham também participado do tratamento de minha filha.
Agradeço acima de tudo a Deus, por ter colocado estas pessoas em nossas vidas para nos auxiliar nesta caminhada.
Obrigado Senhor porque sei que muitas vezes Tu não estavas ao meu lado, e sim me carregando em Seus braços. Porque eu não conseguia imaginar como seria terrível para os pais ver um de seus filhos com câncer, como seria difícil eles suportarem este sofrimento.
Um dia, logo no inicio do tratamento eu li em algum lugar:
“O que eu temia veio sobre mim; o que eu receava me aconteceu” (Jó 3. 25).
Hoje, sei que a vida nos proporcionou a oportunidade de sermos melhores, não só com o próximo, mas com nós mesmos, porque muitas vezes exigimos ou cobramos de nós mesmo atitudes que são difíceis. Acho que a Nanda está cada dia mais fortalecida espiritualmente, sendo mais generosa consigo mesma, porque muitas vezes ela pensava somente na satisfação do próximo, enfim, sinto que hoje somos melhores que ontem, e se Deus quiser seremos melhores a cada dia.
A vocês todos o meu MUITO OBRIGADA, que sejam sempre muito felizes, que possam continuar fazendo seus trabalhos com esta mesma generosidade que nos foi dada. Que 2012 seja abundante de realizações, harmonia, felicidades e muita mas muita saúde.
Fiquem com Deus.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

ADEUS 2011 ..... FELIZ, MUITO FELIZ 2012!!!!!!!!!


Ah 2011...que ano foi esse????  Um ano do qual eu não sei se quero esquecer  pro resto de minha vida, ou se farei questão de lembrá-lo todos os dias enquanto viver.
Foi muito difícil. De muita luta, momentos difíceis, dor...  Mas principalmente de muito aprendizado. Alguns eu já consigo notar... Mas tenho certeza que passarei o resto da vida aprendendo coisas por conta do que passei em 2011.
Eu aprendi que minha fé é muito maior do que eu pensava. Descobri que sou forte, e sempre que acho que não tenho mais forças, Deus me prova que sim... e muito mais. Aprendi que paciência é um dos melhores remédios. E que o sorriso É O MELHOR! Aprendi que somos nós é quem decidimos o tamanho dos problemas. Aprendi que amor é vida! E que a vida é amor!! E que escolhemos viver por amarmos tudo que vivemos. Mas que quase nunca sabemos disso. Aprendi que tenho que respeitar o que eu desejo, penso e quero pra mim.  Aprendi que “saúde e paz, o resto a gente corre atrás” é a mais pura verdade. Aprendi que amigos são a família que escolhemos pra nós. E que a família são anjos que Deus mandou pra estar conosco fisicamente... São coisas de Deus!!  
Aprendi que desafio é uma coisa... e nada tem a ver com superação. Ainda me supero a cada dia, mas jamais me desafio a isso.  Aprendi que não é só com o vizinho que as coisas acontecem, e que prevenção existe pra ser feita! Aprendi que declarar amizade não significa nada.  Amigos não declaram... SÃO amigos e ponto! Aprendi que mesmo quebrando a cara, eu ainda quero confiar nas pessoas e acreditar nelas... Pois se eu me decepciono com um ou outro, ao contrário disso, me surpreendo com muitos! Aprendi que esse papo de que nos momentos bons ou ruins é que descobrimos quem são amigos é só um blá blá blá. Isso acontece durante toda a vida, é só abrirmos os olhos.
Aprendi que um doença só toma conta da sua vida se você permitir. E que temos que saber colocá-la no lugar dela. E que ser doente, e estar doente são coisas completamente diferentes. E o mais importante. Aprendi o que é realmente ter FÉ. Aprendi a ACREDITAR que Deus está sempre comigo. E não me desampara nenhum momento sequer. E que as dificuldades na nossa vida são como lições de casa, ás vezes mais fáceis. Ás vezes difíceis... Ou a gente encara, e aprende com ela. Ou vai ficar por fazer... e a qualquer momento a vida vem e te cobra!
  
Enfim...  apesar dos momentos difíceis que passei esse ano, eu também pude crescer mais um pouquinho diante deles.

Gostaria de agradecer a minha família amada! Vocês são SEMPRE minha fortaleza.  Ao meu amor Felipe, que sem dúvida me ajudou e muito com esse jeito crianção, e que não me deixa levar a tudo tão a sério, e me ensinou a rir das dificuldades.  Peço desculpa àqueles que eu possa ter descontado minhas tristezas. Sei que tive dias difíceis de conviver. Peço desculpas também se em algum momento eu não dei a atenção esperada... Algumas vezes não dar atenção é só uma fuga pra não descontar os momentos ruins em quem não tem nada com isso.
À minha mãezinha. O que dizer além de OBRIGADA e que AMO VC? Eu sei o quanto foi difícil pra Sra. Sempre achei e acho que é mais difícil até do que pra mim. Obrigada por ser minha mãe, minha amiga, minha companheira, minha enfermeira, minha tudo!!!

E é isso.... TCHAU 2011!! Que 2012 venha logo, rápido, correndo!!!! E que seja cheio, mas muito cheio de saúde, PAZ, muito amor, e grandes realizações! Pra todos! 

Beijos ....mtos beijos

Pós operatório - a Protese externa e o sutiã!

Continuando uma das etapas do pós operatório, vim falar da prótese. 

Assim que tirei o dreno fui comprar a prótese. Eu achei que seria uma dificuldaaade pra achá-la, mas que nada. Dava até pra escolher. Comprei em Mogi mesmo. E achei em 3 lojas diferentes, de materiais hospitalares. Os preços eram super parecidos. Todos aproximadamente R$120,00. Sei que tem muitos outros modelos e formatos de prótese. O negócio é achar algo que se adapte melhor ao corpo.
Minha prótese parece com a primeira foto. Na foto de baixo são capinhas de tecido. Elas são ótimas!



Eu sinceramente acho que pra ficar só fazendo sob medida, mas eu não vou fazer não. Vou me adaptando como dá. Tem roupas que são ótimas pra disfarçar. Umas golinhas rolês em blusas frente únicas. Blusas ou vestidos de um ombro só ficam perfeitos! Essa moda de coletes então... é tudo! Além de camisas e batas soltinhas. Ahhh, além de poder usar os lenços q era da cabeça, no pescoço. Disfarça muito também!
Quando comprei minha prótese a vendedora falou que esse modelo que comprei é mais antigo, mas que essa prótese tem o peso exatamente igual ao da mama. Quando provei foi a que ficou melhor em mim, e agora, depois de um tempo que já estou usando tenho certeza que foi a melhor opção. Sempre tive seios grandes, e consequentemente pesados. Então a falta de um deles faz muita diferença nesse lance de peso. Por várias vezes que estou sem prótese me pego segurando a outra mama. Então ter uma prótese com o peso próximo ao natural é ótimo! 

No dia que cheguei em Santos depois da cirurgia, meu namorido organizou uma festinha de recepção na casa da mãe dele, junto com alguns amigos... Logo que cheguei peguei a prótese (que eu tinha comprado no mesmo dia) e perguntei - Aíi..... quem quer ver meu peito novo?????????? rsrsrs. Pois a prótese passou por todo mundo, e depois quem aguentou foi o Felipe, pois nossos amigos falavam..... Iiiiiih Fê... já peguei no peito da sua mulher!!!! kkkkkkkkk
Festinha de recepção!


 Eu cheguei a comprar um sutiã próprio p/ usar com a prótese, mas não usei uma "vezinha" sequer. Eu prefiro os tops pois posso fazer um cortezinho no forro e encaixar a prótese lá dentro. E também ficou ótimo com o sutiã com bojo. Pois o bojo acaba deixando as duas mamas com o mesmo formato arredondado que ele já tem. Mas este só pude usar depois de muito bem cicatrizado. Pra evitar o risco de machucar né? Quando ponho alguma blusa de suplex bem justa eu nem preciso do sutiã. Mas aí uso com coletinho ou camisa, afinal sem o sutiã marca mais a diferença das mamas né.

Na primeira foto foi meu primeiro dia usando a prótese... Lógico que não deixaram passar. rs
E na segunda foto eu estava de madrinha de um casamento, e o vestido tinha bojo também. Ficou ótimo!

Assim que o médico der alta eu já vou fazer minha reconstrução. Mas enquanto isso vou arrasando por aí com meu peitinho a tira colo!!!! rsrsrs

Na primeira foto era um macacão de um ombro só. Dá super certo. E essa regatinha de renda também é ótima pra disfarçar.

Fê e eu no Outback

Beijossssssssss

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Blog novo - Fullxyk

Oi genteeeee!!!
Hoje não vim falar nada sobre meu tratamento. Vim contar e divulgar meu blog novo pra vocês. Na verdade eu sou uma das 8 blogueiras/fullxyk-eiras.


Minhas amigas e eu tivemos a idéia de criar o Full Xyk. Afinal apesar de estarmos sempre juntas e gostarmos de muita coisa em comum, somos completamente diferentes, tem blogueira do tipo Teen, Perua... tem a Workhollic, a Mamis e mais e mais....

Conheça um pouquinho das Fullxykeiras, e siga, porque com certeza serão assuntos de todos os tipos e pra todos os gostos!!!!!
O blog é recem nascido e estamos super animadas!!! Agora é só divulgar e blogar muuuuuuuuuuuuuuuuuuiiiiito!!!!!

Fullkisses  - meu e das Fullxykeiras!!!!

Pós Operatório - Curativos e cicatrização

Oiii... Essa semana falei sobre o pós operatório e o dreno. Hoje vou falar sobre curativos e cicatrização.
“Como “já se passaram dois meses e meio da cirurgia, acho que a melhor forma de lhes contar como foi é dividir por” capítulos”, rsrs.

Eu estava preparada pra sair da cirurgia com o tronco todo enfaixada. Tive uma surpresa quando cheguei no quarto. Era só um curativo sobre toda a mama retirada até um pouco atrás do dreno. O dreno estava há uns 4 dedos da axila.
Minha família. A melhor do mundo!

A primeira troca de curativo foi feita no dia seguinte após o banho. Estava morrendo de medo de sentir dor.  Aliás, como tenho medo da dor.... minha nossa!!! Rs. A enfermeira retirou o curativo e só lavou o local com água. Não foi preciso passar nada. Foi a primeira vez que vi como ficou. Estava bem fechadinho, com pontos internos. E bastante inchado, mas só no local. Eu tinha uma sensação de peso na mama retirada (não sei que peso, foram retirados 950gr de mama, rs).
Nega e Re (amigas da faculdade)... visitinha muito boaa!!!
Eu tive alta na quarta-feira e na sexta, quando voltei ao Hospital, para o Dr Baeta ver como estava, ele já liberou o curativo do corte. Só precisei continuar com o curativo onde saía o dreno. Afinal é um canal pra infecção né? Então não dá pra bobear não.
Minha mãe fazia o curativo pra mim todos os dias. Era só secar com a gaze esterilizada depois do banho e colocar uma gaze por baixo dos “caninhos” e uma por cima. E micropore.... Ahhh o microporeeeee!!! Minha pele odeia ele!!!! Kkkkk.
Nos finais de semana o Fe trocava o curativo do dreno pra mim, e com o tempo fui aprendendo a fazer isso sozinha, não era muito fácil porque a movimentação do braço não estava lá aquelas coisas, mas no final dava tudo certo ehehehe.
Meu amor, sempre ao meu lado!

 Quando eu tirei o dreno, 18 dias depois da cirurgia, o corte estava super fechadinho e os pontos já querendo cair.  O Dr Baeta disse que a cicatrização estava ótima. Aos poucos foi soltando uma casquinha mínima e a cicatriz ficou rosinha.
Eu achava que não seria capaz de dizer que minha cicatriz ficou bonitinha.... Afinal não queria uma cicatriz desse tipo né gente? Rsrsrs...

Mas sabe que ela ficou bonitinha mesmo???

domingo, 27 de novembro de 2011

Pós operatório - O DRENO!!!!

Vamos lá....continuando o resumão do pós operatório..rs. (difícil é resumir!!)

No primeiro dia em casa já consegui tomar banho sozinha. Eu amarrava a cordinha do dreno e conseguia ficar com as duas mãos livres.  Retirava o curativo no banho e só deixava a água cair como recomendado.  Depois do banho secava o corte com gaze esterilizada e minha mamis refazia o curativo. Achei que só conseguiria usa blusas largas. Mas consegui usar regatinhas de alcinha, de suplex ou então aquelas da Lupo. Afinal de contas só uma mama foi retirada né gente, a outra precisava ficar um pouquinho sustentada. Porque além de monoteta, ficar  com a única que restou caída é sacanagem!! Kkkkk 


Olha aí a sacolinha do dreno e o caninho!
O dreno tinha que ser esvaziado todos os dias. Quem fazia isso era a minha mãe. Nos primeiros dias esvaziávamos 2 vezes ao dia, pois ainda drenava muito. Uns 100 ml. Depois foi diminuindo para 80, 60, e ficou um tempão na média de 40 ml.  O Dr Baeta e a Dra Débora explicaram que eu ficaria com o dreno até que já não tivesse drenando quase nada, e que isso poderia levar até 15 dias mais ou menos. Mas levou um pouco mais. Foram 18 dias com o dreno. Quando eu estava completando 12 dias fui fazer a troca de curativo no hospital para o médico acompanhar. Era sempre às sextas feiras... já era dia 30/09. Quando o Dr Baeta viu o corte disse que estava ótimo e tal, mas quando falei que ainda drenava 40ml ele pediu que eu ficasse mais um pouco. E achou melhor me enfaixar para dar uma “espremida” na área da cirurgia. Assim facilitaria para drenar mais. Então colocou uma MEGA gaze em cima da mama retirada e me enfaixou as duas mamas, dando a volta no tronco. Ficou tão apertado que saí de lá com as duas do mesmo tamanho. Uma com enchimento de gaze e a outra esmagada. Aí sim eu senti dor.  Os caninhos do dreno não incomodavam mais, pois estavam bem apertados e paradinhos, mas onde ainda tinha liquido pra drenar doía muito, e nas costas também.  Mas aguentei né. Era melhor isso do que ter que tirar o líquido na agulha. Aliás... estou pegando trauma de agulhas rsrs. Quatro dias depois de me enfaixar voltei lá, e ele apertou com a ponta dos dedos em volta do corte e quando apertava de um lado, mexia do outro, como um colchão d’água. Conclusão: Vamos enfaixar mais um pouco!!! 

Dá pra ver a cordinha azul que era uma alça do dreno, pra poder carregar ele pra todo lado!



Nessa foto dá pra ver um pedacinho da faixa me esmagando! rs
Quando saí da salinha de curativo, minha mãe me esperava do lado de fora, crente que eu sairia SEM a tal sacolinha onde eu carregava o dreno, mas que nada... Saí de lá de dentro com a sacolinha bem na frente do corpo, quando minha mãe olhou caiu na risada... E lá fomos nós mais uma vez (eu, o dreno, a sacolinha e minha mamis, que esvaziava o dreno todos os dias)... Três dias depois (07/09) voltei lá, e aí só estava drenando aprox. 10 ml por dia e enfim tireeeeiiii!!!

Nossa, que maravilha que é ficar livre dele!! Ehhehe. E pra quem tem medo de tirar o dreno, como eu tinha... NÃO DÓI NADINHA pra tirar! Eu não acreditava quando me falavam isso. Achava que era papo pra me acalmar. Mas juro,  eu neeeem senti. O que eu senti foi um “piczinho” que na verdade foi menos colorido do que puncionar minha veia!!!! E quando eu achei que ia começar já tinha acabado!!!! O Dr Baeta ficou conversando comigo (acho que tentando me distrair), e em segundos a enfermeira me mostrou os “caninhos” e falou - já tirei viu??? JÁAAAA??????? Eu achei que ia começar!!!!! Rsrsrsrsrs

E foi só tirar o dreno que já comecei a sassaricar!!! “tirei a coleira”!!!!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Pós operatório ainda no hospital e alta médica!

Oi gente, desculpem-me o sumiço, eu andei bem preguiçosa pra escrever. Mas ainda tenho muitos detalhes pra contar do Pós operatório. Acho que tem muita informação que posso e devo compartilhar. Mas como foram muitos dias até hoje, vou tentar dar uma resumida...
No segundo dia depois da cirurgia .... acordei quando minha mãe chegou. Liberaram-me pra tomar banho. E minha mãe ajudou. Não tive tontura e quase não sentia dores, a não ser o incomodo do dreno, que tinha dois “caninhos”...um que ia até a axila e outro na mama retirada. Mas o que realmente doía não tinha nada a ver com a cirurgia, era o acesso que estava na minha veia, na direção do pulso, na parte de cima... Isso é consequência das quimioterapias que mexeram muito com minhas veias. Elas foram ficando cada vez mais sensíveis e eu já estava há muitas horas com aquele jelco na veia.  Depois do banho foi a primeira troca de curativo, quando eu vi como ficou o corte.  Eu não sabia como reagiria quando visse o corte né. Não sabia se ia ficar tristinha e tal. Mas que nada, fiquei super bem. Nem pensava mais no lado estético, só na minha saúde! O curativo era apenas em cima do corte da mastec. e do local onde estava o dreno. Era só gase e micropore. Mais nadica de nada. Tomei anti-inflamatório e dipirona, muita dipirona...rs. Não porque eu sentia dor, mas porque era receitado mesmo hehehe.
Tentei usar um pouco o note que minha mamis levou pra mim, mas não deu muito certo pois o acesso da veia não permitia q eu me mexesse muito.
 A Paula foi me visitar a tarde e fez um make. Fiquei muuiiiito melhor maquiada hehehehe. 
Maninha depois de dar um tapa no meu visual! hehehe

À tarde dei uma cochiladinha de leve. Minha prima Ju também foi lá me visitar, também foram Tia Marcia, Vó Magdalena, Mari e....... Que eu me lembre foi isso, rs. Minha mãe ficou até umas 9 horas.  Esse horário eu já estava começando a ficar com muita dor no local do acesso a veia. Mas como eu já não ia mais tomar nenhuma medicação na veia, somente comprimidos ou gotas eu achei melhor não reclamar. Se eu reclamasse que doía muito iam me furar de novo e pegar outra veia, porque enquanto o paciente está internado é obrigatório manter o acesso, para algum caso de emergência em medicar. Mas como eu já disse, minhas veias não estavam nada fáceis e doeria me furar novamente. Então aguentei. Passei a noite sem movimentar o braço. E assim que acordei e vi a primeira enfermeira perguntei se já poderia tirar... Ela disse que só quando eu tivesse alta... Snifff.... guenta mais um pouco. 


Eu e a Cris, enfermeira mto atenciosa

Quando foi umas 10 ou 11 horas da manhã a Dra. Debora, que é responsável pela equipe de mastologia do hospital, passou para me ver e passar as recomendações de pós operatório. Ensinou como esvaziar o dreno. Deixou claro que não era para eu abandonar os movimentos do braço esquerdo, mas não era pra fazer esforço. Quando perguntamos sobre alimentação ela me deu uma resposta que eu já deveria ter ouvido há muito tempo, dessa mesma forma.
nossa, fiquei redonda! rs
- Dra, e a alimentação? Alguma dieta especial? Ela respondeu, super séria, e ao mesmo tempo com um sorrisinho irônico – Alimentação saudável, todo mundo sabe qual  é!! É só fazer! Todo mundo sabe o que faz bem e o que não faz!!! – Nunca vou me esquecer dessa resposta que é mais pura verdade!  Ela só deixou claro que o açúcar não é bom. Que todo mundo ia querer me paparicar com docinhos e tudo q eu quisesse...mas esse não era o momento.  Ensinou uns exercícios de leve para ir movimentando o braço enquanto não começasse a fisioterapia. Explicou que não havia receitado antibiótico pois no momento da cirurgia já haviam aplicado a dose necessária. E assinou meu papel da alta!!!! QUE DELÍIICIA!!!

Já na casinha da vó Maria..olha ela aí!!!
Logo depois a enfermeira veio tirar o acesso pois a Dra liberou. Ahhhh...que maravilha tomar banho sem isso me doendo!!!! A enfermeira sugeriu que eu ficasse mais um pouco pra poder almoçar lá, já que o almoço já ia sair. Não pensei duas vezes, a comida de lá é uma delícia....acreditem!!! E eu uma esfomeada né?! kkkkkk
Assim que a papelada de alta foi liberada fomos embora. Cheguei na casinha da minha avó e já me instalei no quartinho que estava prontinho me esperando!!! Rs.
Como era bom estar em casa...recebendo a visita de familiares e amigos! Na primeira noite em casa jantei uma sopa que minha mãezinha e minha avó fizeram, rodeada de pessoas queridas.
Dormi muito bem nessa primeira noite....

sábado, 22 de outubro de 2011

Matéria da TV Diário (Mogi das Cruzes) - também participei! rs

 Estamos no mês de Campanha Mundial de Prevenção ao Câncer de Mama. A TV Diário fez uma matéria sobre o assunto, e dei uma entrevista falando um pouquinho sobre o meu momento. Já tem 15 dias que passou a matéria.
No dia da gravação fazia15 dias que eu tinha operado. Eles foram até a casa da minha vózinha... Fiquei morrendo de vergonha...lóoogico rs. Depois que vi o video a vergonha deu espaço para o espanto... nossa, com a TV engorda a gente!!!!!!!.... mais do que eu já engordei.... Peloamorrrr....hahahahahaha
Mas se é pra ajudar vamos lá!!!!!

Aí está o link da gravação

http://www.tvdiario.com.br/diariotv/index.php?option=com_content&view=article&id=6068%3Aprevencao-e-o-melhor-caminho-para-o-combate-do-cancer-de-mama-&catid=27%3Asaude&Itemid=34


Beijos beijoss...

Essa fotinho tirei no dia da entrevista. Foi também o dia que minha irmã e o Ga voltaram para o Qatar, meus amores!
Bom fim de semanaaaaa

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Pós operatório (Mastectomia Radical). Primeiro dia ainda no hospital!

Comecei  a acordar... não me lembro muito bem a ordem dos acontecimentos.  Me lembro de acordar com uma enfermeira me olhando na sala de pós operatório, e quando abri os olhos ela falou... já está tudo bem. Nessa hora acho que tentei mexer o braço esquerdo e senti o braço muito pesado e doendo.  Logo dormi de novo. Não sei quanto tempo depois, lá no fundo do meu sono eu ouvia uma voz”zinha” assim...”Mi?? Mi, sou eu, a Ju! Mi?? Já acabou!!” Quando abri os olhos vi minha prima Ju (Mi é um dos meus apelidos na família). Aí ela falou, já acabou, foi tudo bem viu. Falei com as enfermeiras e me falaram que correu tudo bem na cirurgia, e que você estava bem calma, e chegou até brincando no centro cirúgico. Perguntei da minha mãe, e em seguida do Felipe. Ela disse que os dois estavam na sala de espera do centro cirúrgico, e já sabiam que a cirurgia tinha acabado e que eu estava bem! Era exatamente o que eu queria, que avisassem que eu estava bem.  Eu já sabia que seria feita a mastectomia radical, aí perguntei pra Ju se haviam esvaziado a axila (retirado os linfonodos axilares). A Ju não sabia dizer. Mas eu tinha certeza que sim... sentia dores no braço... e peso também. Não me lembro se doía a axila. A Ju saiu e eu ainda fiquei ali na sala esperando a hora que iam me pegar. Senti um gosto forte na boca ... acho que foi o mesmo que senti quando fiquei inalando p/ dormir antes da cirurgia...rs.
mãezinha
Logo avistei o José Carlos, o maqueiro que me levou p/ o centro cirúrgico de manhã. Adorei vê-lo, pois sabia que era hora de me levar pro quarto. Assim que saí do Centro cirúrgico vi minha mãe e o Fê sentadinhos. Que alegria vê-los ali. Lembro da cena de ir para o quarto na maca olhando pra eles! 
Felipe, meu amor... pra variar tirando onda, como sempre! rs

 Não me lembro muitos detalhes do primeiro dia. Passei o dia deitadinha, sentia doer as costas próximo a “asinha” do lado esquerdo.  O Fe ficou um tempão lá comigo. Foi ele quem me confirmou o esvaziamento dos linfonodos axilares.
Aninha.  (faltou a Dani na foto)
 A Dani e a Aninha também fizeram uma visitinha. Até pedi pra Dani dar um jeitinho no meu rosto e me fazer um make básico. Ah gente, num aguento ficar sem maquiagem né? Rsrsrs. A Aninha disse que assim que ela apareceu do meu lado no quarto eu olhei com aquela cara de “grogue”  e cantei (como uma bêbada) – “Tu ficaste tão bonita monoteta, mais vale um na mão do que dois no sutiã...” (Mamonas Assassinas) ... eu não me lembro dessa parte rsrsrs.... e de várias outras.  Logo foram embora pois ainda iam voltar pra Santos.


Minha mãezinha ficou o tempo todo lá do meu lado. Minha irmã foi me visitar a tarde... acho que ficou criando coragem pra ir tadinha...rs. O jantar chegou quando ela estava lá, eram quase 19hrs, e eu tracei a comida. Imagina a minha fome...quase 24 horas sem comer.  Minha irmã fotografou e logo postou no face a gordinha aqui jantando...rs. E acreditem, a comida de lá não tem nada de comida de hospital como sempre ouvimos as pessoas falarem. A comida lá é super saborosa, além de saudável né!! 
Meu jantarzinho básico! e tão esperado!!

Paizinho
Meu papis chegou logo depois e ficou lá comigo também. Foi muito bom que ele foi, vi que ficou feliz de ver que eu estava bem. E vê-lo tranquilo em me ver bem me deixou muito feliz. Mas ele teve que embora, pois o horário da visita já estava no fim, e ele ia voltar pra Bertioga ainda. Minha prima Ju chegou pra ficar um pouco comigo, conseguiu uma poltrona pra minha mamis ficar mais confortável. O horário de visita era até as 20hrs, mas minha mãe saiu de lá quase dez da noite rsrsrs. A Ju ficou lá, e até ajudou a enfermeira a me colocar sentada. Vagarosamente me levantaram e eu fiquei sentadinha na poltrona. Assim a enfermeira pôde trocar a roupa de cama, pois eu e a comadre (de fazer xixi) ainda não nos entendíamos muito bem, e foi maior molhadeira ahahahaha. A Ju me deu um help pra tomar um banho de gato com aqueles lencinhos umedecidos novos que são meio atoalhados. Eu estava aflita pra tomar um banho... por causa da cirurgia e de ficar deitada na cama o dia todo né.  Bom, o fato é que eu voltei pra minha cama de lençóis limpinhos, com as costas aliviadas e me sentindo bem melhor depois do banho de gato...rs.
A Ju ficou comigo até mais ou menos meia noite, eu acho.
Foi tudo tranquilo nesse primeiro dia, eu não sentia dores fortes, aliás, eu quase não sentia dores. Só alguns incômodos, naturais né, afinal só haviam passado algumas horas da cirurgia. Eu tinha medo de como me sentiria após cirurgia, pois acordaria sem uma mama, mas na verdade eu me senti muito bem, pois me senti curada, e livre daquilo que não me pertencia mais. O tumor e o câncer já estavam bem longe de mim! AMÉM!
 Nessa noite eu tive um pouco de dificuldade pra dormir. Dormi tarde, por pouquíssimas horas e acordando o tempo todo. Acordei umas 6hrs da manhã com o Dr Baeta em pé do lado da minha cama. Me falou que a cirurgia foi tudo bem e falou um pouco sobre alguns cuidados que eu deveria ter. Logo depois veio o pãozinho de café da manha e uma banana. Comi o pão e dormi...pouco, mas um soninho bom... 
Essa foto já era pra ter sido postada antes. Esse é o Dr Baeta, meu mastologista.
Um médico abençoado, pessoa maravilhosa!


quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Rumo à cirurgia!!!! Momentos de tensão?? NEM PENSAR!

Dia 18/09 cheguei em Mogi no final da tarde. Já desfiz a mala. Deixei tudo guardadinho no armário do quartinho na casa da minha vó. Quartinho que fomos adaptando aos poucos ao longo do tratamento. Recebi uma visitinha de uma amiga mais que querida e especial, a Maricota. Que veio me dar um abraço antes da cirurgia...eu estava brincando com meus cabelinhos nascendo quando ela chegou...estava até de presilhinha no cabelo ...kkkkkkkkkkk
Juju (filha da Mari), Maricota, Polly e eu de presilhinhasss! rs.
Amiga de tantos anos que tanto amo!!

Depois de tudo pronto e malinha arrumada segui a caminho do hospital, com uma paradinha pra jantar um arroz, feijão, legumes, franguinho, e suco natural. Um belo prato pra aguentar horas em jejum hahaha.
Bom, chegando no hospital fui dar entrada na internação e descobri que não poderia subir com nenhum telefone... Pronto, foi o que precisava pra mamis ficar com coração apertadinho..rs. Me despedi da minha mãezinha, minha irmã e sobrinho... e o choro foi inevitável. Mas não me pergunte porquê. Talvez um pouquinho de medo... mas não por tristeza.  O fato é que nunca fui internada né, e estava totalmente perdida ali. Não sabia o que esperar. O mais perto que já dormi de um hospital foi num exame de Polisonografia. Mas assim que entrei no quarto vi que dividiria o quarto com uma garotinha de 18 anos! Nos demos muito bem logo no primeiro oi...rs.
Antes de entrar no quarto, enquanto estava na sala de espera percebi que cada hora que levavam um paciente ao quarto de internação , entregavam também aquela camisolinha “suuuper sexy” de hospital e um copinho. E eu, totalmente leiga desse assunto hospitalar, fiquei toda animada... “Ah, deve ser um remedinho pra dormir” – pensei toda animada. Mas minha animação acabou rapidinho quando chegou minha vez. Era sabonete, um tal de clorex, pra eu me desinfetar!!! Desinfetar??? Mas gente, eu juro que sou limpinha, e tinha acabado de tomar banho....rs. Mas tudo bem.. lá fui eu né. E vesti aquela LIIIIIINDA camisolinha envelope!!! Mas aí veio um outro detalhe. Eu não podia mais usar o lenço... já estava “desinfetada”. MAS TAVA FRIOOO!  E o fato é que tive que passar frio na careca... devia ter enrolado um lençol na cabeça! Rs.
Minha prima Jú, que trabalha lá no hospital, e pode entrar a hora que quiser, chegou assim que eu saí do banho, e ficou um tempão lá conversando comigo. Pegou cobertor pra mim e pra Ana (minha companheira de quarto), e fez até um travesseirinho pra gente. Uma fofa! E eu não pude subir com o celular, mas a Ju estava com o dela lá. Liguei pra mamis e ela pôde ficar bem mais calma de falar comigo. Fiquei feliz por isso também.
A Ju foi embora e eu e a Ana tentávamos dormir, mas foi difícil parar de tagarelarmos. Hehehe. Consegui dormir, mas logo fomos acordada pelas enfermeiras que vieram puncionar a veia pra colocar o acesso. E as 5 da manhã acordei quando a Ana estava a caminho da cirurgia, também com o Dr Baeta, mas o caso dela era um nódulo benigno... que bom né!  Mas depois dela era minha vez... quem disse que eu dormi de novo? Imagina... fiquei com o olho esbugalhado... vendo todos os movimentos do corredor. Recebi a visitinha de uma amiga da minha prima Guiga dizendo que ela estava lá embaixo... as 6 da manhã...tadinha, madrugou pra tentar acompanhar a cirurgia, mas não pôde. Mais ou menos 8:30 o maqueiro veio me buscar. E eu achava que nessa hora meu estômago estaria revirando...mas que nada.  Fui deitada na maca olhando tudo que estava ao alcance dos meus olhos. Comentei  com o maqueiro – “Nossa, esse carrinho aqui dá uma tontura né? Rs” Ele disse – “Fecha os olhos”. Até parece...eu queria ver tudo e pra onde eu estava indo. Assim que entrei no centro cirúrgico a enfermeira me pôs aquela toquinha da cabeça. Nossa....maravilha!!! Minha careca agradeceu muito a proteção. Na mesma hora eu agradeci a enfermeira, e falei que morri de frio na carequinha...rs. Fiquei alguns minutos na sala de pré-operatório, e sabe que quase dormi? Rs. Ás vezes até eu me surpreendo comigo. Na sala de cirurgia entrei super calma. Não gritei, não esperniei, nem me debati....rs. Brinquei com a enfermeira e o anestesista. Acho que nem no dentista eu fico tão calma como eu estava...rs.  Logo o anestesista aplicou algo na minha veia e só me lembro de estar com uma máscara no meu rosto, inalando um cheiro super forte, e alguém apertando a máscara e falando  –  “Respira fundo....respira fundo” . E eu pensava  – “Eu tô respirando, não tá vendo?”rsrs ... E mais – “Res pi   ra     fun     do ....   res......” . ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

Ultimos detalhes para cirurgia!



Depois da última quimio eu tive duas consultas com o Dr. Baeta...  ele me pediu alguns exames pré operatórios e falou sobre o que poderia fazer na cirurgia...explicou tudo e tal. Mas claro, só teria como saber mesmo na hora que estivesse operando.  Foram dias cheios de ansiedade... Fiquei extremamente pensativa. Eu já sabia que seria mastectomia radical, e estava começando a assimilar essa mudança. Tive alguns momentos em que ficava meio cabisbaixa. Mas acho que até isso foi importante, pra que eu tivesse esse alvoroço de sentimentos ANTES da cirurgia, e depois minha cabeça ficasse focada só na minha recuperação. 
 
Quanto a decisão da mastectomia radical, o Dr Baeta examinou, riscou onde “aparentemente” seria a área do tumor .... (que fique bem claro, que tudo isso era uma idéia, pois só se sabe a real situação quando “abrisse” mesmo). Era uma boa parte da mama, mas do que um quadrante. E ele me explicou sobre o risco do câncer voltar fazendo ou não a “mastec” radical. Falou sobre todo o processo cirúrgico, reconstrução e tal. Deixou claro que para a ele a melhor decisão seria fazer a radical. E eu achei e continuo achando que foi sim a melhor decisão!!! 

Olha eu de trança também!!!
Na semana anterior  a cirurgia eu fui viajar para o Litoral com meu namorado e amigos... Foi bom pra distrair minha ansiedade que já não era pouca...rs. Tive uns dias não muito animados, as vezes um pouco tristinha, tentando assimilar toda a mudança que estava por vir e eu nem imaginava como seria. No final de semana que antecedeu a cirurgia fui encontrar meus amigos num barzinho. Eles queriam me dar um abraço antes de eu voltar pra Mogi. Foi uma noite super gostosa. 
No domingo antes da cirurgia eu almocei com o Fe e com meu papis que foi à Santos me buscar... e em seguida rumo à Mogi. Aiiiiii que friozinho na barriga.... tava chegando!!!!!!
Nós em Paúba...litoral norte. Dias muuito bons!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Dias melhores pra sempre!


Hoje vim fazer um desabafo, porém dessa vez não estou triste como nos outros desabafos. Pelo contrário. Estou muito feliz. E talvez pra algumas pessoas, que não me conhecem pessoalmente e não estão junto no meu dia-a-dia, essa felicidade possa parecer forçada, ou um jeito de camuflar outro sentimento... Mas estou feliz sim... Um gostinho de felicidade diferente de qualquer outro que já senti.
É... Porque a felicidade tem gostos diferentes né? E são muitos... Felicidade por matar a saudade de um parente, felicidade por concluir um curso tão batalhado, felicidade por saber que o amor é correspondido, felicidade por entrar naquela calça jeans guardada no fundo do armário, felicidade por ver seu time ser campeão, felicidade ao ver seu filho dando os primeiros passos, felicidade por conquistar reconhecimento profissional, e etc, etc, etc.
Dessa vez minha felicidade é tão serena, e tão certa! E sabe o que é melhor nisso? É que eu me surpreendo com ela!
Faz uma semana que eu fiz a cirurgia...uma mastectomia radical, com esvaziamento axilar. Eu estava receosa quanto a minha reação pós-cirurgia. Apesar de saber a importância e necessidade da cirurgia, seria hipocrisia da minha parte dizer que não pensei no lado estético da coisa. Pensei sim, e pensei muito. Isso não pesou na decisão da cirurgia radical, afinal de contas, como ouvi semana passada, eu não sou um seio... Sou muito mais que isso. Sou Fernanda... e tenho uma vida inteira pra viver. Mas saber que eu ia dormir com dois seios e acordar só com um me assustava. Simplesmente porque não sabia como eu ia reagir. Não achei que eu ia ficar arrasada nessa altura do campeonato... Mas simplesmente não sabia... e o desconhecido nessas horas não é o melhor dos amigos ...
Mas o fato é que a cirurgia chegou... E eu acordei com apenas uma mama... E sabe do que me lembro quando saí do centro cirúrgico? De sorrir e pensar... “Está tudo bem!” . Eu não olhei pra meu corte nenhuma vez com tristeza... Pra mim essa cicatriz será sempre a imagem da minha cura. É só isso que me vem a cabeça quando eu olho pra ela. E é isso que me deixa muito feliz. Com o tal gostinho diferente de felicidade!
Eu não desejo a ninguém que consiga enxergar a vida da forma que eu enxergo hoje. Eu tenho certeza que estou saindo uma pessoa muito melhor dessa. Que no fim dessa luta eu vou sair ganhando muito muito muito. Que esse ano de tratamento e dedicação total no fim das contas valerá por anos de amadurecimento.
 Ahhhh se as pessoas pudessem rever valores da vida como eu pude, mas sem passar pelo sofrimento de uma doença!!!  É algo inexplicável.
Hoje eu falo com toda a certeza... O câncer não aconteceu na minha vida pra me fazer sofrer... Muito menos pra me tirar nada. Pelo contrário, eu só ganhei!!! Ele aconteceu pra me ensinar a viver... Mais ainda!! Pra me mostrar que minha fé é de verdade. Que hoje eu sei o verdadeiro valor de dizer.... EU CONFIO NO PAI! Hoje eu Confio...de todo meu coração. E isso é pra toda minha vida!  

terça-feira, 27 de setembro de 2011

EEEEEEEEEE...... A 8ª ULTIMA QUIMIOTERAPIAAAA!!!!!

 Oiii.... vim contar da ultima quimio bem atrasadinha, mas não podia pular né. Foi tudo ótimo!!

O Felipe foi junto com a gente (minha mãe e eu). Eu já havia feito os últimos exames pedidos pelo Dr. Flávio.
Fiz hemograma, radiografia do tórax, ultra-som de mama e abdômen e mamografia. E inclusive fiz o ultra-som da mama 2vezes. Quando fiz a primeira vez não saí nada segura de lá. Pra começar o médico achou ruim que eu não tinha levado o primeiro exame (feito em fevereiro). Expliquei que estava em outro laboratório onde fiz mamografia. Ele disse que precisava dele... dando a entender que não seria possível achar as informações necessárias sem o exame.... Aí eu pergunto – Se eu ainda não tivesse feito nenhum ultra-som e fosse descobrir agora, como ele faria??????   
Pra quem não conhece, é assim um Ultra-som de mama.
(essa cabeluda não sou eu não, rsrs)
– Conclusão: Ele fez o ultra-som bem mais ou menos. Não passou o aparelho pelo mamilo, não passou pelas axilas. Mal verificou a mama saudável. Ele basicamente só passou onde eu falei que era o tumor. Isso porque eu falei, até poupei o trabalho dele. Bom...eu sei que saí de lá nada satisfeita e falei com minha mãe... Ela não pensou 2 x...- Vamos fazer em outro lugar!!! – E aí sim.. a médica “vasculhou” tudo e mais um pouco...rs. Não é ser chata, ou ficar fuçando pra achar, mas minha vida vale muito. Muito mais do que a má vontade de alguns.

Jake, Dr Flávio e Mamis
Durante a consulta mostramos os resultados, ele me examinou... e Graças a Deus, mais uma vez meus exames estavam bons. Estava com um pouco de gordura no fígado, mas o Dr Flávio falou que não era nada muito sério. Que uma dieta já se resolvia. Segundo o ultra-som da mama meu tumor reduziu mais ou menos 40%. Muito bom!!

Tirei fotinhos com o Dr Flávio e Jake, com gostinho de despedida de quimios... e seguimos para a sala de quimio.


Mami e eu

Mamis indo embora.
Minha mamis ficou comigo até minha veia ser puncionada, afinal ela sempre soube que meu medo era que não conseguisse pegar a veia. Como já estava tudo sob controle, ela foi embora pra ficar com o Ga (meu sobrinho) e o Felipe ficou comigo. Senão ele ia ficar esperando do lado de fora (por 5 horas, ninguém merece né?).
Como das outras vezes liguei o computador... mas quase não usei, pois a veia havia sido puncionada no braço direito... e sou totalmente destra....rs.
Estava tudo bem...até queee..................... minha veia entupiu ou sei lá o quê. Só sei que a medicação parou de ir... a agulha não tinha escapado, não estava doendo...mas teve que tirar e pegar outra veia. Ai como eu não gosto dessa parte viu...rs. Eu não tenho medo de agulha não, nunca tive. Mas já estou numa fase que essas picadas doem! Mas foi tranquilo...veia puncionada de novo e belezinha. Tudo correu tranquilamente... Dei umas cochiladinhas, fuçadas na net, beliscadas no lanchinho que levei,  papeada com os amigos de quimio na sala, e até namorei né... afinal meu amor estava comigo!! E acabou!! FIM ehehe.

Eu sei que depois do resultado da cirurgia pode ser que eu tenha que fazer quimio, mas vou curtir uma coisa de cada vez. E o da vez é isso!!! acabou.!!! Delíciaaaaa!! hehehhe
Fe acompanhando a despedida da quimio!
Depois da quimio fui pra casa da Vó Maria e lá fiquei alguns dias. Dessa vez fiquei menos dias em Mogi pois tinha um chá de cozinha e eu estava ajudando a fazer as coisas da decoração... Foi ótimo porque assim me ocupei e distraí. E além disso ficou uma graça... vejam as fotinhos rsrs. (olha a propaganda...aceito encomendas!!!!rsrsrs)


Depois da última quimio começaram os dias de ansiedade e mistura de sentimentos... mas isso é historia pros próximos posts.

Beijos no coreeee!!!
Aninha e sua mesa do Chá de Cozinha
Nhamiiii!!


Brownies flechados pelo cúpido hehehe
Pratos de andares... feito a mão também!!
 
 .
Vasinhos de tecidos diversos... Colher de pau de lembrancinha.




segunda-feira, 12 de setembro de 2011

7ª Quimio.... A PENÚLTIMA e super tranquila.

Vim contar sobre a penúltima quimio. Na verdade não tenho muito o que contar. Quem foi comigo dessa vez foi minha irmã. Meus pais estavam com uma funcionária a menos. Os dias que antecederam a quimio foram meio difíceis em alguns momentos. Já chegando ao fim do tratamento, comecei a me sentir um pouco cansada dessa rotina. As vezes até um pouco tristinha ou chorosa. Então arrumar as malas, deixar minha casinha começou a mexer mais com meu psicológico. Meus cílios e sobrancelhas caindo também me deixaram meio depre. Mas já passou..rs. E quando chego em Mogi a tristeza passa...o difícil mesmo eh sair de casa...rs.
A consulta foi no dia 9/08. Foi tudo bem...mais uma vez o Dr. Flávio disse que eu estava bem. Pediu todos os exames p fazer antes da ultima quimio. Dessa vez a balança não aumentou...apesar de eu ter sentido que sim... Saímos da consulta e segui para a quimioterapia. 
Na quimio foi tudo bem. Minha veia foi tranquilamente puncionada. A partir dai correu tudo nos mínimos detalhes. Minimos mesmo.....porque eu dormi taaaaanto q não vi nada. O Difenidrin foi responsável por isso...hahahaha. Que ótimo né, porque afinal são 5 horas na cadeira....não é das mais confortáveis pra dormir, mas dormi mesmo assim rsrs. Mas quando o assunto é quimioterapia até dormir requer cuidados, afinal passar 5 horas com uma agulha no braço sem poder mexer pra não escapar não mole não...heheheh
Sai de la e fomos almoçar no shopping. Assim vou no self service e como uns verdinhos saudáveis... Alem do suquinho de beterraba! Cheguei na minha avó e dormi. Meu sobrinho tinha colocado As Crônicas de Nárnia pra assistirmos, e eu não vi nem 10 min. E até tomei bronca quando eu acordei - "Tia, da próxima vez que eu colocar o Nárnia vê se não dorme hein!!!" hahahahah
Tenho sentido que essa quimio me deixa mais cansada que a vermelha...No dia que faço chego mole mole... só quero cama. E foi gradativo...na primeira quimio fiquei mais disposta, e foi diminuindo. Mas é natural né. Até que fiquei muito disposta nesses meses de quimioterapia. Ela nem me judiou tanto assim hehehe. Na semana da quimio tenho noites de insônia, mas nada que um dramin não resolva. O que não tem jeito de resolver são as dores nas pernas. Dói as articulações.... joelhos e tornozelos. Sem falar na sola do pé... não aguento andar muito... é como se eu tivesse passado uma madrugada no maior salto que tenho... e no dia seguinte a sola dói só de relar o chão... sabem?? Eu tomo o antinflamatório receitado e tal... mas não resolve muito...o negócio é ter paciência e esperar... ISSO TAMBÉM PASSA!!!
Acabei passando a semana toda em Mogi, no sábado fui ao níver de um sobrinho e encontrei minhas primas e primos queridos, foi uma delícia rever meus primos. Eu os vejo com pouca frequência, mas é sempre uma delíiiiicia. Ainda mais agora que vários já estão com filhos, é uma farra!!!! No domingo foi dia dos pais, e ficamos por lá...Meu paizinho subiu no sábado e passou o fds conosco na minha avó...

Enfim, foi tudo bem!!! Graças a Deus!!!

Mas dessa vez eu não tirei fotos durante a quimio... eu dormi tanto que nem lembrei.... hahhaha. Mas só pra não passar batido, vou postar uma fotinho com minhas primas Chan e Bi..... e outras mais de outras situações. 
Niver do Dudu, com a Chan e Bi.... primas!!

Fonduezinho com amigos na casa do meu love!

Eu e Fe no show - Turma do Pagode.

Chá de Lingerie da Pri, com amigasss.

Encontro na casa da Dani... deliica!

A Dani aderiu mesmo aos lenços!!!

Sei que estou super atrasada nesse post... já fiz até minha ÚLTIMA quimio. Essa semana já venho aqui postar... 

Beijos a todos!!!!!